CARPE DIEN

sábado, 23 de maio de 2015

TRABALHO DE GEOGRAFIA 1ª SERIES SEGUNDO BIMESTRE O SENSORIAMENTO REMOTO: A DEMOCRATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

1ª SERIES

TRABALHO DE GEOGRAFIA SEGUNDO BIMESTRE ÚLTIMA     NOTA VALOR 2,0 NA MÉDIA

INSTRUÇÕES
EM FOLHA ALMAÇO SEM CAPA, MANUSCRITO COM CANETA AZUL OU PRETA - JÁ INICIAR COM A IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO: NOME COMPLETO, Nº, SÉRIE E TURMA, DATA E TÍTULO: 
O SENSORIAMENTO REMOTO: A DEMOCRATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES


IR RESPONDENDO AS QUESTÕES NA SEQUÊNCIAS, COPIA A PERGUNTA E RESPONDE LOGO EM SEGUIDA

O Sensoriamento Remoto: A DEMOCRATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

Sensoriamento remoto ou detecção remota ou ainda teledetecção é o conjunto de técnicas que possibilita a obtenção de informações sobre alvos na superfície terrestre (objetos, áreas, fenômenos), através do registro da interação da radiação eletromagnética com a superfície, realizado por sensores distantes, ou remotos. Geralmente estes sensores estão presentes em plataformas orbitais ou satélites, aviões e a nível de campo. A NASA é uma das maiores captadoras de imagens recebidas por seus satélites. No Brasil, o principal órgão que atua nesta área é o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE.

A Democratização do Conhecimento é uma questão que discute a ampliação do acesso tanto à recepção quanto à emissão de conhecimento, a sua democratização e do conhecimento. A formação de leitores e a inserção cultural das populações nos mais diversos assuntos, pretendem assim disponibilizar as novas tecnologias de informação e comunicação às comunidades e promover o processo de inclusão digital das populações, visando o alcance de seus objetivos. 




1)-A imagem acima mostra todos os continentes, toda a superfície da Terra que é como uma esfera a noite. Você acha que isto é possível sem criar uma montagem fotográfica, sem usar uma escala de redução? Justifique sua resposta.

2)-É possível que uma única imagem de satélite represente toda a Terra à noite? Justifique sua resposta.

3)-Se você acha que esta imagem é uma montagem, será que pode abrir possibilidades para equívocos ou distorções intencionais? Justifique sua resposta.

4)-Entre um mapa e uma imagem qual delas é que melhor expressa a realidade? Justifique sua resposta.

COMPARE a foto de satélite acima com o mapa abaixo “Evolução das Grandes Aglomerações” e responta:

5)-Há alguma relação entre as zonas de maior iluminação com as de maior aglomeração?

6)-Compare as áreas de maior e menor iluminação dos Estados Unidos com áreas do território da China. São iguais? Quais diferenças?

7)-Observe as áreas mais iluminadas da foto e compare com as mesmas áreas do mapa e fça uma síntese relatando o que a foto acrescentou de conhecimentos para você em relação ao mapa e vice versa.

Evolução das Grandes Aglomerações, 1975 - 2003

8)-Qual das duas imagens acima, foto ou mapa, expressam melhor a realidade. Justifique sua resposta.

Sensoriamento remoto

Remoto é o mesmo que dizer distante, o sensoriamento remoto é um conjunto de técnicas para observar e coletar informações da superfície terrestre, obter informações à distância, seja da terra e até de outros astros. A capitação das imagens ou informações é feita através de um sensor que interage com os objetos através da radiação eletromagnética, este é um dos tipos que existem.

As fotografias aéreas obtidas com o sensoriamento remoto geralmente são utilizadas para produzir mapas, por exemplo, e são obtidas a nível suborbital. As imagens conseguidas a nível orbital, com sensores instalados em satélites artificiais, um deles o Landsat, tem uma série de utilidades, como as meteorológicas, localizar recursos naturais, queimadas, desmatamentos, entre outros. Além de aeronaves e os satélites, balões também são usados no sensoriamento remoto.

O sensoriamento a nível orbital permite o monitoramento de grandes áreas da superfície terrestres, obtendo imagens repetidas e contínuas, por tempo indeterminado, em determinados períodos dos anos, em anos predeterminados ou ao longo dos anos enquanto durar o satélite, facilitando o estudo de forma dinâmica e nas escalas que forem necessárias, sejam continentais ou mesmo de um quarteirão ou de uma casa. O sensoriamento remoto é intensamente utilizado, além do desenvolvimento de mapas cada vez mais precisos, permite imagens e estudos sobre áreas de minérios, bacias hidrográficas, ares agrícolas, planejar uma urbanização, além de monitorar desastres naturais ou provocados, como desmatamentos, queimadas, enchentes, poluição de rios e mares, erosões, deslizamentos, a dinâmica das correntes marinhas, cardumes de peixes, planejar construção de rodovias, linhas de fibra ótica, identificar e fazer estimativas de ares agrícolas plantadas para fins de gerenciamento de créditos agrícolas, identificar as áreas de preservação e avaliação do uso do solo, na implantação de pólos turísticos, Industriais, rodovias, ferrovias, reservatórios e avaliar os impactos destes no meio ambiente, além de uma melhor representação da superfície terrestre.

Todos os dados obtidos num sensoriamento remoto podem ser usados para o planejamento regional, pois os dados obtidos no sensoriamento remoto ao serem cruzados com dados socioeconômicos dão uma maior confiabilidade às necessidades levantadas para um município ou determinada área ambiental que seja vulnerável.



Leia o texto e responda:

9)-Como funciona um sensor remoto para obtenção de imagens de satélite?

10)-Quais os principais usos do sensoriamento remoto?

11)-Você acha que ele é essencial para a dinâmica das sociedades e da natureza? Justifique sua resposta.

Para o sensoriamento remoto são utilizados os satélites geoestacionários e os orbitais.

O Satélite Geoestacionário tem uma órbita equatorial e sua movimentação é numa velocidade coincidente com a da terra, para poder captar imagens de um mesmo espaço em curtos intervalos de tempo, visando fornecer dados contínuos de forma que se possa monitorar a dinâmica daquela área, como a evolução de terminados eventos naquele território.

O Satélite Orbital, tem órbita em torno da Terra, circulando em volta várias vezes ao dia. Capta imagens de diversos lugares da superfície da Terra e registra-as com detalhes, produzindo imagens mais detalhadas de toda a superfície terrestre.

RESPONDA:

12)-O que é um Sensor Remoto?

13)-Em qual dos dois satélites é possível acompanhar em um pequeno perído de tempo a evoluçãodos fenômenos fotografados? Por quê?

14)-Qual dos dois satélites se pode obter imagens mais amplas da superfície da Terra? Por quê?

15)-A Imagem-(4) abaixo está mostrando que área do globo terrestre?

16)-Que fenômeno da natureza ficou registrado na imagem-(4)?

17)-Para que serve retratar regularmente este fenômeno na imagem –(4)?

18)-Esta imagem-(4) é de um Satélite Geoestacionário, em que posição em relação a Terra se encontrava o satélite que possibilitou tirar essa foto?



AS QUESTÕES A SEGUIR, SÃO OPCIONAIS (VOCÊ RESPONDE SE QUISER)

I)-Analisando as imagens nº 4 e 5 responda: qual o tema destas imagens?
II)-Qual fenômeno está sendo monitorado em cada uma delas?
III)-Qual a importância têm para as pessoas destas regiões o monitoramento retratado na foto nº 4? E na nº 5?
IV)-Satélites 0rbitais ou Geoestacionários são ideais para monitorar os fenômenos das fotos nºs 4 e 5?


A Democratização da Informação


 Na grande rede que transformou o mundo, o conhecimento circula cada vez mais rápido, o fluxo de informações é cada vez maior, mais preciso e de maior confiabilidade. O computador primeiramente, deu um grande impulso para a coleta e difusão da informação, depois esta nova ferramenta chamada internet veio para acelerar e ampliar este processo. Como tudo em nossas vidas, a informação também precisa ser selecionada, aproveitar o que é bom, descartar o que não tem utilidade ou que seja duvidoso. As bibliotecas virtuais, cada vez mais acessíveis são ótimas fontes de conhecimentos que aos poucos vão se popularizando e delas, professores, alunos, profissionais de todas as áreas podem fazer uso, por outro lado, os fenômenos naturais ou as manifestações humanas de um determinado local da Terra podem ser observados, detectado, ou informado praticamente instantaneamente em qualquer lugar do globo. A rapidez com que estas informações circulam, dão possibilidades de prevenção, combate, socorro, propiciam ações rápidas das autoridades, dos políticos, para intervenções precisas, ou mesmo para o planejamento delas de uma forma mais efetiva. Quando a internet for popularizada, como é a televisão e o rádio, o mundo será ainda mais globalizado, interativo e a informação, seja qual for está disponível a todos de uma forma mais democrática, dependerá apenas de cada um selecionar o melhor para si.